Objetivos

Nos últimos anos, Los Caminos de Santiago tornou-se uma ferramenta poderosa para o desenvolvimento territorial, com base no aprimoramento de um patrimônio cultural único, tanto natural quanto intangível.

As demandas do público e dos usuários em torno do Camino incentivaram a criação de serviços e produtos inovadores que, de empresas e entidades locais, gerem novas oportunidades nas áreas rurais em termos de emprego, economia, pesquisa e transferência de conhecimento .

Avançar é proposto nesta primeira edição, para os profissionais públicos já envolvidos de alguma forma na gestão das estradas e que precisam de novas ferramentas e conhecimentos, tendo em vista a complexidade de sua gestão e os novos regulamentos e políticas públicas que afetam para a gestão das estradas.

O principal objetivo é treinar especialistas na gestão do território nos arredores das Estradas de Santiago e, por extensão, em itinerários culturais ou "rotas patrimoniais" que contribuam para complementar as estruturas econômicas tradicionais, em favor do desenvolvimento territorial, da dinamização de conservação rural e paisagística.

Programa

O avanço propõe uma metodologia integradora, baseada nas preocupações ou interesses dos estudantes, apoiada em treinamentos especializados e específicos, que são transferidos para o campo em contato com os agentes que nela atuam, que serão então contrastados com os mediadores encarregados de sua formação. divulgação, e que apresenta o resultado final do trabalho dos participantes com o apoio do corpo docente e diretores da oficina e projetos e ações específicas. Esta metodologia está estruturada em cinco fases:

FASE 1: Formulação proposta :

Apresentação pelos participantes de uma proposta ou idéia de projeto que lhes dará direito ao registro, de acordo com a qualidade, viabilidade e interesse do mesmo.

  • Apresentação de propostas: 2 de abril a 20 de julho
  • Publicação da lista de admitidos: 10 de agosto

FASE 2: Treinamento intensivo :

Sessões teóricas orientadas a apresentar os valores a serem levados em consideração no território histórico das estradas, e que se configuram como uma paisagem cultural e uma "paisagem viva" .10 a 15 de setembro


10 DE SETEMBRO

10:00 ORDEM DOS ITINERÁRIOS CULTURAIS. María del Carmen Martínez Ínsua, 
           Diretora Geral do Patrimônio Cultural da Xunta de Galicia

12h00 GESTÃO DE ITINERÁRIOS CULTURAIS.  Eladio Fernández Galiano, 
           "Assessor Especial" do programa de Rotas Culturais do Conselho da Europa

16:00 CONSTRUÇÃO DE ITINERÁRIOS CULTURAIS. Segundo L. Pérez López, 
           decano da catedral de Santiago

18:00 COMUNICAÇÃO E DISSEMINAÇÃO DOS ITINERÁRIOS CULTURAIS. Rafael Sánchez Bargiela, 
           Diretor Administrativo da Empresa de Gestão do Plano Xacobeo

 

11 de setembro

10:00 ORDEM DOS ITINERÁRIOS CULTURAIS. Juan Naveira Seoane, 
           Responsável por Património Mundial na Galiza

12:00 GESTÃO DE ITINERÁRIOS CULTURAIS. Confirmação pendente

16:00 CONSTRUÇÃO DE ITINERÁRIOS CULTURAIS.Ana Goy Diz, 
           professora de História da Arte na USC

18:00 COMUNICAÇÃO E DISSEMINAÇÃO DOS ITINERÁRIOS CULTURAIS. Mavi Lezcano González, 
           Especialista em Interpretação do Património e professor na Escola Universitária de Turismo da Corunha

 

12 de setembro

10:00 ORGANIZAÇÃO DOS ITINERÁRIOS CULTURAIS. Carlos Amoedo Souto, 
           diretor do departamento de direito local da UDC-Deputación da Coruña

12:00 GESTÃO DE ITINERÁRIOS CULTURAIS. Mario Crecente Maseda,
           Doutor Arquitecto, consultor de turismo e património e professor na Escola Universitária de Turismo da Corunha

16:00 CONSTRUÇÃO DE ITINERÁRIOS CULTURAIS. Antón Álvarez Sousa, 
           professor de Sociologia da UDC e presidente do grupo de pesquisa em turismo e lazer da FES

18:00 COMUNICAÇÃO E DISSEMINAÇÃO DOS ITINERÁRIOS CULTURAIS. Carlos Rodríguez Carro, 
           Secretário Académico e professor da Escola Universitária de Turismo da Corunha

 

13 de setembro

10:00 ORDENAÇÃO DE ITINERÁRIOS CULTURAIS. Inés Santé Rivera, 
           Directora do Instituto de Estudos Territoriais da Xunta de Galicia

12:00 GESTÃO DE ITINERÁRIOS CULTURAIS. José Leira López 
           Doutor em Sociologia e professor do Mestrado em Turismo da UDC

16:00 CONSTRUÇÃO DE ITINERÁRIOS CULTURAIS. Pendente de confirmação

18:00 COMUNICAÇÃO E DIVULGAÇÃO DOS ITINERÁRIOS CULTURAIS. Pendente de confirmação

 

14 de setembro

10:00 ORGANIZAÇÃO DOS ITINERÁRIOS CULTURAIS. Pablo Ramil Rego, 
           PhD em Biologia, pesquisador e diretor do Instituto de Biodiversidade Agrícola e Desenvolvimento Rural (IBADER)

12:00 GESTÃO DE ITINERÁRIOS CULTURAIS. Paul T. Simons 
           Arquiteto, consultor em Património e Turismo e membro do Conselho Consultivo do Instituto Europeu de Rotas Culturais

16:00 CONSTRUÇÃO DE ITINERÁRIOS CULTURAIS. Manuel Durán Fuentes 
           Doutor em Engenharia Civil e EIC DURÁN SL Engenharia Civil e Arquitetura

18:00 COMUNICAÇÃO E DIVULGAÇÃO DOS ITINERÁRIOS CULTURAIS. Cristóbal Ramírez Gómez 
           Jornalista especializado no Caminho de Santiago e especialista na divulgação das rotas jacobinas.

 

FASE 3: Trabalho de campo

Realização do Caminho, combinando a realização de palcos a pé pela manhã com a celebração de aulas, mesas redondas e oficinas com os agentes presentes no território no período da tarde. 17 a 23 de setembro.

17 DE SETEMBRO 
Ferrol Stage - Neda (14.35 km) 
Mesa-redonda "Caminho de Santiago e Turismo Rural" (Neda, local a definir)

SETEMBRO 18 
Fase Neda - Pontedeume (15,36 km) 
Mesa Redonda " Recursos Naturais e Camino de Santiago"(Pontedeume, local a definir)

SETEMBRO 19 
Fase de Pontedeume-Betanzos (20,31 km) 
Mesa-redonda "Espaços protegidos no Caminho de Santiago"(Betanzos, local a definir)

SETEMBRO 20 
Fase Betanzos-Presedo (11.8 km) 
Mesa Redonda "Arte e Caminho" (Presedo - Abegondo, Museu Mesón Xente no Camiño)

21 SETEMBRO 
Presedo-Bruma (16,5 km) 
Mesa Redonda "Indústrias Agro-alimentares no Caminho" (Bruma - Mesía, Casa Graña)

22 SETEMBRO 
Bruma-Sigüeiro (24,13 km) 
Mesa redonda "Colaboração entre administrações" (Oroso, local a definir)

23 SETEMBRO 
Fase Sigüeiro-Santiago de Compostela (16,74km) 
Atividade cultural em Santiago de Compostela

 

FASE 4: Treinamento Stratéxico

Novo dia de treinamentos relacionados à revitalização de estradas e seus produtos, permitindo que os participantes terminem de moldar sua proposta e discutam-na nas salas de aula. De 24 a 28 de setembro

24 DE SETEMBRO 
10:00 h - 14:00 Apresentação pelos alunos de suas propostas iniciais de projetos 
16:00 h - 18:00 h. Apresentação de dois casos de boas práticas(palestrantes a serem definidos)

25 DE SETEMBRO 
10:00 h - 14:00 Sessão de trabalho tutorial 
das 16h00 às 18h00 Apresentação de dois casos de boas práticas(palestrantes a serem definidos)

26 de setembro 
10:00 h - 14:00 Sessão de tutoria
16:00 - 18:00 Apresentação de dois casos de boas práticas (palestrantes a serem definidos)

27 DE SETEMBRO 
10:00 10:00 - 14:00 Apresentação final das obras pelos alunos
16:00 h - 18:00 h. Apresentação final do trabalho pelos alunos

28 DE SETEMBRO 
10:00 10:00 - 14:00 Apresentação final das obras pelos alunos
16:00 h - 18:00 h. Apresentação final do trabalho pelos alunos

 

FASE 5: Formulação do projeto

Após um período de trabalho supervisionado, são elaboradas as propostas finais, que terminarão com a apresentação e debate do trabalho realizado e sua avaliação.

  • Trabalho tutelado: 1 de outubro a 1 de dezembro
  • Apresentação das obras: Entre 10 e 14 de dezembro (data a ser definida)

Os projetos resultantes serão editados juntos. A Fundação Juana de Vega irá colaborar no desenvolvimento daqueles que são de maior interesse para a reavaliação do rural.

Caminho Inglés

O estudo de caso nesta primeira edição do Routing será o English Way. Ao longo de 7 dias, iremos pela rota que os peregrinos seguiram tradicionalmente de outros pontos da Europa Atlântica, chegaram ao mar às nossas costas.

 

O Caminho Inglês tem duas alternativas na Galiza, a variante que parte de Ferrol (118 km) e a variante que começa a partir de A Corunha (74 km), conectando ambas as rotas na cidade de Bruma. Esta estrada combina áreas urbanas e rurais, o que permitirá que os participantes tenham uma visão global dos problemas e restrições na gestão das estradas.

Nos últimos anos, esta rota foi objeto de intenso trabalho de condicionamento e promoção, a rota que experimentou um maior crescimento proporcional no número de peregrinos registrados.

Registo

Taxa de inscrição: € 450 (inclui, se desejado, acomodação e manutenção na Fase 3)

Redução da matrícula de 250 € para desempregados, até um máximo de 5. No caso de serem recebidas várias candidaturas a bolsas de estudo, as melhores propostas serão selecionadas.

Formulário de pré-inscrição:

Contato

Fundación Juana de Vega
Rúa Salvador Allende nº 92
C.P.: 15176 San Pedro de Nós - Oleiros
A Coruña - España
TEL: (+34) 981 654 637
FAX: (+34) 981 652 095

Para mais informações e registro: